Saturday, December 1, 2007

Mestre do Universo

Sério, me identifiquei muito nesse comic:



Fonte: PHD Comics!

Pra quem não conhece o PHD Comics, é um excelente comic sobre a vida de um pós granduando (e em partes de um graduando), e também uma excelente fonte de procrastinação, seguindo o lema "se nós não estamos trabalhando, por que você deveria estar?". Brincadeiras a parte, muitas tirinhas boas sairam lá, como o princípio da relevância, campo de negação (estou com muita preguiça de achar os links), etc.

Não sei se os programadores menos nerds que eu (de acordo com alguns, isso é a maioria dos programadores) também sentem isso, mas essa tirinha é uma descrição muito boa de como eu me sinto quando estou programando. Cada bug detonado, cada problema de design resolvido, cada solução nova representado na forma de um pedaço de software faz eu me sentir como o mestre de um universo, um universo só meu e bem pequeno, mas ainda assim que eu sou o mestre, um deus.

Há algum tempo eu usava na minha assinatura de email a seguinte frase:
"The computer programmer is a creator of universes for which he alone is responsible. Universes of virtually unlimited complexity can be created in the form of computer programs." (Joseph Weizenbaum, Computer Power and Human Reason)


Sempre gostei dela, mas ela foi substituida por uma do Scot Adams (criador do Dilbert) que tem um senso de humor um pouco mais apurado ;).

Um pouco mais sobre comics, não sei se outras pessoas também fazem esse tipo de maluquice ou se sou só eu, mas sempre acho um ou mais personagens nos comics que eu acompanho com o qual eu me identifico. Por exemplo, no Dilbert, me identifico com o próprio Dilbert, com o Dogbert (bom, quem não tem um desejo secreto de dominar o mundo?) e com o Wally e sua difícil tarefa de levar litros e litros de cafeína para o banheiro. Outro personagem com o qual me identifico bastante (e nesse me identificam com ele também) é o Garfield. Dizem que é por causa do estilo de humor (sínico eu? Capaz), mas talvez seja só porque eu como pouco, e gosto de lasagna. Mas nem sou laranja e nem gordo (eu acho). No PHD Comics eu me identifico bastante com a Cecília, a nerd que falou do código nessa tirinha que eu coloquei aí.

Bom, é isso. De pensar que antes de decidir montar o blog eu comentei com a Tetê (a segunda culpada por vocês lerem esse monte de besteira) que eu achava que não teria assunto suficiente pra escrever aqui. Incrível como é fácil escrever bobagem :D.

Chega por hoje, que esse sábado de manhã eu estou pensando sério em aproveitar um voleizinho na praida :D

PS: Preciso acertar o layout do site, tá complicado inserir esses comics :S

2 comments:

João Amorim said...

Grande Otavio. Legal a idéia do blog. É sempre bom pegar dicas de quem sabe... Good luck and may the force be with you! :-) Falou.

Maria Tereza said...

Melhor trocar mesmo pq alem de ruim pra inserir é ruim de ler :P
Beijos